Picnic das Blogueiras e Youtubers de MT

Essas são as Blogueiras e Youtubers de Mato Grosso! Clique aqui e confira como foi esse encontro!

Leia mais

Look Hiroshima

Me arrisquei num novo estilo e super amei, clique e confira!

Leia mais

Probeleza 2016

Veja um pouco desse evento de beleza que aconteceu na nossa capital, clique aqui e confira!

Leia mais

19/06/2012

CADA UM COM SEU DIREITO!


Manhã quente, às 9h30, ônibus moderadamente cheio, de repente um som invade o silêncio ou o murmurio dos pensamentos, não só de uma pessoa mas de várias. Sim, mais uma pessoa usando seu direito de ouvir música, mas infelizmente desrespeitando o direito e a liberdade dos demais, o de querer ouvir ou não o mesmo som. Uma voz masculina pede com educação para que abaixe o volume, comenta que apesar de estar com o fone de ouvido, ele ainda era interrompido pela música alheia, com agressividade a moça retruca com palavras ásperas e diz que os incomodados que se retirem, usa de palavras torpes e comportamento inesperado, ou não. Uma jovem na casa dos 16 à 18 anos. O que ela disse poderia até ser verdade diante da falta de respeito que temos em nossos dias, mas até onde isso pode chegar, quando perdemos o nosso direito de não querer ouvir ou ver certas coisas?

Eu já ouvi essa frase em algum lugar: "Seu direito termina quando começa o meu."
Não sou contra ritmos de músicas... funk, sertanejo, rock; cada um tem seu gosto, mas isso não pode se sobrepor ao gosto das pessoas que o cercam, que merda cara, compre um fone de ouvido, escute sua música, mas não obrigue as pessoas a perderem sua liberdade, cada um tem seu direito, mas também tem seu dever. Imagine se alguém te obrigasse a comer bosta, se uma pessoa gosta de bosta você não é obrigado a gostar de bosta também. CADA UM COM SEU DIREITO!

Ai Aline, como você está agressiva! Véio, até quando vamos ter que aceitar certas coisas calados? As pessoas estão começando a reagir, mas a violência gera violência. Ai Aline, mas e o bom senso? Com as novas leis cada vez mais criamos pessoas sem limites e sem senso.
ACABOU O SENSO! O Senso do ridículo, o senso do dever e do respeito, as pessoas começaram a olhar mais para o próprio umbigo do que se colocar no lugar do próximo. Não estou sendo agressiva, estou sendo sensata.

Eu sou super paciente, geralmente não ligo para essas coisas, mas fico perplexa com o rumo que as pessoas estão tomando, mas não surpresa.
Jesus já tinha avisado: "E por se multiplicar a iniqüidade, o amor se esfriará de quase todos.” (Mateus 24:12).
De que lado você vai estar? Você briga por liberdade mas destrói a dos outros? Que tipo de liberdade é essa que reprime a do próximo?