Picnic das Blogueiras e Youtubers de MT

Essas são as Blogueiras e Youtubers de Mato Grosso! Clique aqui e confira como foi esse encontro!

Leia mais

Look Hiroshima

Me arrisquei num novo estilo e super amei, clique e confira!

Leia mais

Probeleza 2016

Veja um pouco desse evento de beleza que aconteceu na nossa capital, clique aqui e confira!

Leia mais

29/05/2012

Irmão Amigo ou Amigo Irmão?

Como é bom ter amigos... mas aquele que é mais chegado que um irmão é muito mais especial.
São poucos os que tem o privilégio de ter irmãos amigos, que te ajudam e levantam quando você precisa, e são muitos poucos os amigos irmãos. Que confusão! Irmãos Amigos e Amigos Irmãos?

IRMÃO AMIGO:

Eu tenho dois irmãos, o Victor com 20 e o Gabriel com 10 anos. Tenho 22 anos, sou a mais "experiente" portanto.
Com o Victor, cresci com a disputa por terreno que todo irmão mais novo acha ter o dever de defender, apenas dois anos nos separavam, e pra completar fazemos aniversário no mesmo mês, pra ser mais específica com apenas dois dias de diferença. Então a partir do meu 3 ano todas festas eram feitas juntas, não porque meu pai tinha pouco dinheiro, naquela época estávamos bem de situação, mas porque eramos irmãos e tudo devia ser compartilhado junto. Eu acho que aprendi bem isso, sabia que não tinha um espaço só meu, sabia que tinha uma sobra de espaço que ele me deixava. HOMEM é bem dominador, e ele não queria que mais ninguém tomasse seu reinado. Aprendi a sobreviver com as pequenas migalhas de atenção e carinho. Sei que hoje posso falar sobre isso porque já o fiz aos meus pais.

Já com o Gabriel as coisas foram bem diferentes, quando ele nasceu já tinha meus 12 anos e minha mãe não teve um bom pós-parto, houveram complicações que me forçaram a cuidar de um bebê recém-nascido. Depois desse começo conturbado aprendi a amá-lo de uma forma bem diferente, não era apenas meu irmão, era meu bebê também, lhe dava mamá, limpava, cuidava, passeava - acho que era o sonho de toda menina, um boneco de verdade. Cuidei dele até os três anos, foi quando decidi trabalhar e não teria tempo de estudar, trabalhar e cuidar dele. Mas sabe aquele irmão que cresce te respeitando, te amando diferente, dependente de você e seguidor dos seus passos, foi assim que ele cresceu. Fiquei até com medo de como meu exemplo poderia interferir seriamente em sua formação, eu era e sou ainda seu espelho. Crescemos com uma amizade muito sadia, eu converso com ele e ele me conta suas aventuras, não todas porque sou menina e acho que ele não fica à vontade com isso.



AMIGO IRMÃO:

Por várias vezes tive melhores amigas ou amigos... cada um em uma fase diferente da minha vida e cada um com um significado diferente.
Mas uma se destacou no meu círculo de amigos. Káthia.
Dificilmente me lembro de como foi o primeiro contato com as pessoas, mas dela eu me recordo tão bem que parece que foi ontem que aconteceu.
Eu tinha faltado a aula na sexta-feira da semana anterior, só seria gincana e eu não iria participar, na segunda-feira um enorme rebuliço encontrei em minha sala e na escola, uma menina havia entrado na turma na metade do 2º bimestre e era do exterior, do Peru pra ser mais exata e alguém tinha roubado o seu material no primeiro dia de aula, o dia que eu não fui. Minhas colegas mostraram essa nova menina, cumprimentei com um sorriso, - era a única coisa que eu poderia fazer, eu mal sabia falar português quanto mais espanhol - ela retribuiu o sorriso, sorrimos várias vezes, mas me desafiei a aproximar, sentamos juntas, começamos a nos interpretar, ela sabia um pouco de português e eu mais ou menos entendia o espanhol, mas iniciamos essa amizade a cegas.
Logo convidei-a para ir em minha casa almoçar, depois do almoço ela começou a me contar suas aventuras e amores, eu conseguia imaginar o que ela estava me contando, forçava ao máximo para ler seus lábios e interpretar suas palavras, mas acho que não foi muito produtivo - ainda bem que logo ela aprendeu o português, ela era muito inteligente e logo já usava gírias locais.
Mas a maior diferença que ela fez na minha vida foi me apresentar o COMPUTADOR, com 13 anos eu não sabia o que era isso, nem o que se fazia com essa ferramenta, mas me apaixonei a primeira vista, ela tinha me levado a uma lan house e logo me tornei frequentadora. E hoje é a minha ferramenta de trabalho e descobertas. Não é a toa que no facebook eu adicionei ela como IRMÃ!
Ela ainda ficou aqui no Brasil mais uns 3 anos e passamos muita coisa boa juntas. Hoje conversamos via bate-papo, e não tenho nenhuma foto com ela, pois naquela época era muito difícil máquinas fotográficas.



Como é bom sentir que pessoas fazem parte daquelas mais chegadas que um irmão. De valor a essas pessoas. Você vai carregá-las em suas lembranças pelo resto de sua vida!