14/07/2010

Simplesmente

Corpos se entrelaçam, emaranhados entre os lençóis.
Beijos intensos, sedentos pela saudade e pelos desejos.
Corpos que se revelam, completamente envolvidos.
Quentes... Carentes... Instigantes!
Ouvem-se sussurros, doces suspiros, gemidos ardentes.
O inevitável e o desejado... O íntimo prazer!
As carícias, o êxtase do instante... Uma delícia!
O deleite do momento... Simplesmente.