Picnic das Blogueiras e Youtubers de MT

Essas são as Blogueiras e Youtubers de Mato Grosso! Clique aqui e confira como foi esse encontro!

Leia mais

Look Hiroshima

Me arrisquei num novo estilo e super amei, clique e confira!

Leia mais

Probeleza 2016

Veja um pouco desse evento de beleza que aconteceu na nossa capital, clique aqui e confira!

Leia mais

11/08/2008

Eu Amo Rosa

Porque é que as meninas gostam de cor-de-rosa???

O cliché de que as meninas gostam de ter tudo em cor-de-rosa, enquanto que os meninos preferem o azul, parece ter afinal uma base científica, de acordo com um estudo, citado pelo jornal The Independent, segundo o qual os gostos de uma pessoa em matéria de cores são fortemente influenciados pelo sexo.

Cientistas da Universidade de Newcastle, no Reino Unido, concluíram que as mulheres tendem a preferir o cor-de-rosa, ou pelo menos um tom rosado, enquanto os homens preferem o azul, e que estas opções são determinadas pelos genes.
Este é o primeiro estudo que mostra que as raparigas nascem com uma afinidade especial pelo tons do rosa. Das mais de 200 pessoas sujeitas a um teste, a esmagadora maioria preferiu o azul, quando confrontado com vários rectângulos de cores diferenciadas num ecrã de computador.
No entanto, as mulheres mostraram uma clara preferência por tons rosados. Estas preferências foram igualmente verificadas em homens e mulheres britânicos e chineses, o que reforça a teoria de que há um inclinação biológica e não cultural na escolha das cores.

Na História...


Com menos de uma hora de vida, recém-nascidas recebem uma pulseirinha cor-de-rosa para indicar que são meninas. E esse é só o começo de uma relação de amor com esta cor, que vai estar presente em roupas, acessórios, decoração, objetos pessoais, comunidades do Orkut... Mas de onde vem essa relação entre o feminino e ocor-de- rosa? Quando e onde foi estabelecido que a mistura do branco com o vermelho seria a representante absoluta do gênero? Na antiguidade, o rosa era relacionado ao rosado dos lábios, aos seios, e às partes íntimas de uma mulher do período clássico ? mas o uso da cor era arbitrário. No século XX, a associação entre cores e gêneros sexuais emergiu contrária à que nós conhecemos hoje. Nas primeiras décadas, revistas femininas aconselhavam as mães a vestirem seus filhos de cor-de-rosa e suas filhas de azul. Um artigo da revista americana 'Ladies Home Journal', edição de junho de 1918, informa que "a regra geral diz que rosa é a cor dos meninos e azul é a cor das meninas. Isso porque o rosa é uma cor mais decidida e forte (variante do vermelho), logo, é mais adequada para um garoto. O azul, sendo uma cor mais delicada e leve, fica mais bonito nas garotinhas". Além disso, o azul era a cor mais usada por artistas nas vestimentas da Virgem Maria, o símbolo feminino da Igreja Católica.
Na Segunda Guerra Mundial, os nazistas passaram a usar um triângulo cor-de-rosa como o símbolo identificador dos homossexuais nos campos de concentração, assim como a estrela de Davi amarela identificava os judeus. Isso prova que, na Alemanha, a cor já era relacionada às meninas. Combinado com o período pré-feminista, onde as mulheres reivindicavam o direito de usá-la também, o cor-de-rosa passou a representar o sexo feminino. Com o "boom" da publicidade, essa tendência foi consolidada e o rosa se tornou a cor das mulheres, e dos gays também.